Berlin Kidz (ALEMANHA)

berlin_12

Jamer (FRANÇA)

 

12

Osnap (EUA)

4

 

Kings of Graffiti – Jester / DY 167

jester_08

 

Jester ou DY 167/DYE  nasceu no Harlem, Nova Iorque. Começou sua trajetória no início dos anos 70, durante a época das famosas combinações de tags e números de ruas. Foram quase 10 anos de muita disposição e estilo. O nome Jester, “bobo da corte” em português, foi criado quando o até então só DY 167, pintava em um yard com Cliff 159, numa de suas primeiras experiências nos trilhos nova iorquinos: “Eu gostei quando vi pela primeira vez as letras “J” e “R” do JR 161 em um trem, fiquei impressionado! Foi com base nessas duas letras que eu criei pela primeira vez o nome Jester. A partir dali só usava DY 167/DYE para throw-ups e o nome Jester para pieces e tags.”

 

NICA – PV

nica_06

 

COC

2

 

 

Veterano das ruas, Coc tem inscrições nos quatro cantos de São Paulo assim como cidades do ABCD. Um paulistano que não se deparou com o carimbo de três letras com certeza está mentindo. Muito respeito!

 

 

Yael (CHILE)

yael_12

Lendas da Pixação – PHG


12

 

Numa época em que São paulo respirava o Hip Hop e a cultura Soul, surgia o ‘Procurados Rap Music’, grupo formado por amigos que se reuniam para cantar rap, dançar break e lotar casas noturnas que embalavam os jovens ao som de ‘House Flash’.

 

A transição do rap para a pixação seria natural, podendo considerar os dois elementos básicos do Hip Hop. Em meio a brincadeiras e com um pincel de tinta branca, o PRM viria da noite para o dia simplemente PHG. Rabiscado pela primeira vez por Dori, Cavalo e Lupa em uma esquina do Jardim Imperador, em São Matheus, o ‘Procurados House Gang’ faria histórias nas ruas de São Paulo.