ENTREVISTA – NEVS (EXCLUSIVO)

Lorem ipsum dolor

Integrante das crews Linha 163 e PV, o escritor paulistano da turma NEVS conta em entrevista exclusiva ao Beside Colors sua trajetória dentro do graffiti, seu trabalho com tipografia fora das ruas e sua visão do movimento Hip Hop. Envolvido com a arte urbana desde cedo, o “escritor vagabundo” relembra fatos do graffiti na década de 90 e coleciona histórias marcantes como uma fuga dentro de um cemitério em Buenos Aires. Nação E.V, 1999. 01 – Como surgiu o apelido NEVS? NEVS surge de uma abreviação Nação Escritores Vagabundos, no inicio era Nação “EV”, Abreviava “N!EV” depois “NEV” por se tratar de uma turma achei mais coerente acrescentar o “S”, daí NEVS. 02 – Porque escolheu fazer graffiti? Ou foi LEIA MAIS