Mário Cravo Neto

Lorem ipsum dolor

Ao observar algumas fotografias de Mario Cravo Neto (pelo menos as mais conhecidas) é possível se imaginar dentro do cenário de filmes como “Cidade de Deus” ou “Amarelo Manga”. Rostos, galinhas, patos, movimentos, tudo em cores vivas. Não é à toa. O fotógrafo dedicou boa parte da sua vida clicando pessoas, ritos religiosos e cenários da sua terra natal, a multicultural e espiritual Bahia. Com a maior concentração de igrejas por habitante, Salvador (que já foi também a capital do país em tempos coloniais), é um epicentro de etnicidades que Mário, soube captar e mais do que isso, viveu essa espiritualidade e sensibilidade durante anos de sua vida.