Carla Arakaki Shoots #3 – Os Cururu, Aboa, Rota e Febre (Exclusivo)

Lorem ipsum dolor

1h30 da manhã. Carla e mais quatro rapazes se dirigem a linha do trem. Paralela aos trilhos se encontra a fábrica de uma conhecida montadora, o alvo da noite. Guedes, Bino, Maré e Rafa dividem os espaços minutos antes de subir para fazerem seus rabiscos. “Estava apreensivo e com medo de ser visto pelos maquinistas dos trem naquela hora da madrugada” conta Bino, pixador da turma ABOA desde 1997. A fotógrafa, experientes em situações como essa, registrava de longe os primeiros passos. “Lembro de chegar e ouvir os meninos reclamarem do tempo que iam demorar fazendo o pixo. Fotografei a subida e fui me esconder porque o barulho que fizeram atraiu os seguranças que ficaram um tempão passando a lanterna na linha do trem e ali embaixo” explana.