Kings of Graffiti – Kilroy

Lorem ipsum dolor

Não há como identificar com precisão quando o graffiti realmente surgiu. Que o homem tem há séculos a necessidade de se expressar através da escrita e de simbologias, todos concordam, porém o termo “Graffiti” só foi realmente usado com o sentido que hoje conhecemos após a Segunda Guerra Mundial, época em que o spray para pintura foi inventado e as gangues ressurgiam na cidade de Nova Iorque.

Nesse mesmo período, ainda nos anos 40, antes mesmo de nomes importantes como “Cornbread” e “Kool Earl” aparecerem, eis que surge o que seria o primeiro escritor de todos os tempos:”Kilroy”.

A escrita “Kilroy was here” ficou mundialmente famosa, sendo vista em milhares de navios e embarcações da Segunda Grande Guerra. Sua marca havia percorrido diversos países de toda a Europa e até do Japão. Mas quem seria o autor?

Existiram milhares de histórias sobre a real identidade de Kilroy. O mistério em torno do escritor se propagou de tal forma que Kilroy já era uma lenda em praticamente todos os Estados Unidos.

A American Transit Association, através de seu programa de rádio “Speak to America”, patrocinou um concurso para encontrar o real paradeiro de Kilroy. O vencedor deveria provar a autoria da famosa marca. Mais de 40 homens disseram ser o verdadeiro Kilroy, mas somente James Kilroy, de Massachusetts, tinha provas concretas de sua identidade.

Richard James Kilroy foi um inspector estaleiro durante a Segunda Guerra Mundial. Seu trabalho era verificar todos os rebites concluídos na construção dos navios. James assinalava todos os rebites concluídos com sua marca “Kilroy was here” quase sempre acompanhada de um icônico personagem.

 

killroy_06Richard James Kilroy

A sua marca ficou tão conhecida que com o passar do tempo, milhares de soldados americanos estavam reproduzindo-a não só em embarcações, mas em carros, muros e até bombas do exército americano. James faleceu em 2013, quando tinha 84 anos, 30 deles dedicados a marinha americana.

 

killroy_08Porto de Fore River no Quincy em Massachusetts, onde Kilroy trabalhava.