Kings of Graffiti – Delfonics

Lorem ipsum dolor

Considerado um dos precursores do graffiti nova-iorquino, Delfonics tornou-se lenda da Linha 7, considerada a linha mais estreita da rede metroviária de Nova Iorque: “A primeira vez que decidi pintar na Linha 7 estava com FAB e Spade 198 e mais alguns escritores. Nos aproximamos do yard e entramos por um buraco na cerca de proteção, antes disso ainda havíamos atravessado um pântano! Naquela noite todos aprendemos a não ir ao yard nos finais de semana à noite (risos)” – conta DEL.

“There are allot of things in my life I’m not proud of , but Graffiti is not one of them.” (Há muitas coisas na minha vida que eu não estou orgulhoso, mas o Graffiti não é um deles) – diz DEL.

Numa época em que gangues dominavam as ruas de NY, DEL conta com certa nostalgia sua época de furtos em lojas e comércios de tinta, hábito corriqueiros para grande parte dos escritores americanos: “Eu pegava 10 a 15 latas de uma só vez, colocava todas em um casaco de exército verde, velho e grande.” – conta DEL.

delfonics_01Foto: SubwayOutlaws

Como todo bom escritor, DEL coleciona histórias de perseguição e fuga de policiais/seguranças. Uma delas em especial marcou sua trajetória: “Tenho várias histórias. Uma noite estava entrando na Linha 7 quando vi policiais em um carro. Um dos tiras me viu fazendo tags no interior de um trem. Quando sai pela porta um deles me alcançou e conseguiu me agarrar. Ele me levou para uma sala de seguranças onde permaneci sentado. Ele disse para eu não me mover e de repente, quando se afastou de mim por algum motivo, eu levantei e corri o mais rápido que pude, desci a rampa e atravessei a catraca! Eu não sei quando ele desistiu de me perseguir porque não olhei para trás até chegar na 114th e 37th Avenida. Eu conhecia Corona, Da Hurst e Jackson Heights (bairros de Nova Iorque) como a palma da minha mão.”- conta DEL.

Seu apelido é inspirado no famoso grupo de soul dos anos 60 “Os Delfonics”. DEL Fez parte da “United Soul Artist’s”, junto de nomes como Duke 155, Star 3, Lucky 2, Zan 1 e Jip 1. Parou de pintar em 1974, deixando a tão simbólica Linha 7 para Roger, Chino e Cane 1.