2
Happy Mother’s Day por Martha Cooper
9 maio, 2016

Happy Mother’s Day por Martha Cooper

Lorem ipsum dolor

Homenagens em “rolês” sempre foi algo corriqueiro no mundo do Graffiti. Neste dia confira alguns tributos de escritores clássicos a suas respectivas mães clicados por ninguém menos que Martha Cooper e Henry Chalfant!   Fonte: Subway Art  

Rubble Kings
6 abril, 2016

Rubble Kings

Lorem ipsum dolor

Quem assistiu ao épico “The Warriors” sempre imaginou se toda aquela história era realmente verdade (um pouco dela pelo menos) ou se tudo não passava de uma mera ficcão. “Rubble Kings” de Shan Nicholson lançado em 2015 responde a essa pergunta. Numa Nova Iorque literalmente aos pedaços, de escombros do Bronks ao Queens, o documentário mostra o surgimento de gangues na Big Apple entre os anos 70 e 80.

Kings of Graffiti – Twister | Barry McGee
23 março, 2016

Kings of Graffiti – Twister | Barry McGee

Lorem ipsum dolor

Original de São Francisco, Barry McGee foi uma das poucas pessoas que transitaram de maneira primorosa entre o restrito mundo da fine art e do graffiti. Com 50 anos completos este ano, Twist (um dos seus vulgos de rua) influênciou toda uma geração e foi um dos responsáveis por abrir possibilidades e horizontes a muitos escritores que queriam levar a atmosfera da rua para as grandes galerias mas não imaginavam como faze-lo.

Kings of Graffiti – Bilrock 61
8 dezembro, 2015

Kings of Graffiti – Bilrock 61

Lorem ipsum dolor

Nascido no Upper West Side, bairro de Manhattan, Bilrock teve seu primeiro contato com o graffiti em 1974. “Naquela época nós bombardeávamos tudo: caminhões, ônibus e ruas. Me lembro de um dia em que estava com aproximadamente 10 escritores…Esperamos o ônibus parar e bombardeamos ele inteiro. Foi engraçado! O graffiti nunca foi apenas uma forma de arte nem uma alternativa artística para gangues de rua. Era como um esporte que envolvia todo seu corpo e sua alma.” – conta Bilrock. Como a maioria de seus amigos, Bil também fez história nas famosas linhas do MTA (Metropolitan Transportation Authority), tão frequentadas pelos jovens escritores dos anos 70 e 80: “Nós costumávamos roubar chapéus dos maquinistas, coletes do MTA, jaquetas e luvas…Nós LEIA MAIS

Kings of Graffiti – Haze / SE-3
2 outubro, 2015

Kings of Graffiti – Haze / SE-3

Lorem ipsum dolor

Conhecido por seus feitos dentro e fora das ruas, Eric Haze é um exemplo de grafiteiro que não se contentou somente com muros e trens, foi além. É artista, designer, diretor de arte e estilista. Participou de inúmeros projetos para grandes marcas como Nike e Stussy e artistas consagrados como Public Enemy e Beastie Boys. “Para mim, qualquer um que tentar contar a história do graffiti é um mentiroso! Porque não há uma única história! Depende do que bairro você morou, do ano em que você nasceu, qual a sua linha no movimento. O graffiti é tão pessoal nesse sentido… O melhor que você vai conseguir é uma história pessoal de cada grafiteiro”. – explica Eric. Além do nome Haze, Eric LEIA MAIS

Kings of Graffiti – Clyde
22 setembro, 2015

Kings of Graffiti – Clyde

Lorem ipsum dolor

Joseph nasceu no Bronx, mais precisamente na 155th entre a Avenida Melrose e a Avenida Elton. O apelido “Clyde” vem da época da escola, quando ainda cursava a sétima série: “Eu sempre brincava. Quando o professor me chamou para uma pergunta eu inventei que meu nome era Clyde, não Joseph. Nesse mesmo dia, no intervalo, fiz algumas tags com o nome. As meninas da minha sala viram e disseram “Lá vai o Clyde”. Foi assim que tudo começou.” – explica Joseph. Foi nesse mesmo colégio, o Sacred Heart School na 168th, onde surgiram outros importantes escritores, que entre cadernos e latas de spray, fizeram história no graffiti. Eram eles: Lefty(irmão de Clyde), FJC e seu irmão RC162, Santos108, Tracy 168, LEIA MAIS

Kings of Graffiti – Trap
19 setembro, 2015

Kings of Graffiti – Trap

Lorem ipsum dolor

Not at all, despite having to take some losses in my personal life, I’ve always had everything take a back seat to graffiti. I have lost a lot of relationships through this. Even my clothes are all ruined, and my health has been affected because of the lifestyle. But in the long run, it’s all about longevity. That’s why you can still see some of my stuff from decades ago, because I made a point to say, “I’m gonna make this last.” Trap pregou muitas armadilhas ao sistema nesses surpreendentes 36 anos de rua. Proveniente do Queens, Trap viveu a época áurea do graffiti nova iorquino, inclusive sob os trilhos. “Por rotina, Dine veio para minha casa e combinamos nossos planos para a noite. LEIA MAIS

Kings of Graffiti – Dean
18 setembro, 2015

Kings of Graffiti – Dean

Lorem ipsum dolor

Dean foi um dos fundadores da BYB, uma das mais importantes e respeitadas crews da história do graffiti nova-iorquino. Conhecida como “Bad Yard Boys”, a crew foi originalmente chamada de “Brandeis Yard Boy” em 1975, ano em que foi fundada. O motivo do antigo nome pelo fato de que seus fundadores (incluindo Dean) estudavam no Brandies High School, em Manhattan. Além do codinome com o qual ganhou notoriedade, Dean usava mais dois : LE e KO. Tão notáveis e respeitados quanto Dean. Muito Respeito!