2
Entrevista – VERSUS Crew (10 Anos)
19 maio, 2016

Entrevista – VERSUS Crew (10 Anos)

Lorem ipsum dolor

Criada em São Paulo a respeitáveis 10 anos, a crew Versus ganhou repercussão nacional e de mídias estrangeiras por seus feitos grandiosos nas ruas (no sentido literal da palavra mesmo). Conhecidos por serem praticantes do chamado “ultravandalismo” que envolve extintores na prática do graffiti, a turma conta ao Beside Colors, um pouco da sua história, suas referências e como se aturaram todos esses anos juntos. 01 – Como surgiu e qual o significado da palavra VERSUS? Surgiu do jogo de fliperama Street Fighter. Na época existia um lugar na Vila Mariana(Bairro de São Paulo) onde muitos escritores “colavam” pra jogar. Foi ai que o “Amém” (que atualmente assina Crock) inventou o nome. Toda vez que ele e o “Punk” íam LEIA MAIS

Carla Arakaki Shoots #2 – Sustos e Profecia (Exclusivo)
11 fevereiro, 2016

Carla Arakaki Shoots #2 – Sustos e Profecia (Exclusivo)

Na segunda matéria da série, a fotógrafa Carla Arakaki acampanhou de perto dois escritores tarimbados das ruas paulistanas. Pertencentes a duas turmas antigas de São Paulo, Profecia e Sustos, a dupla dispensa comentários quando o assunto é pixação. Sob o vulgo de “GG” e “Guto”, a empreitada desta vez foi um local conhecido a muitos anos por ambos: o topo de um prédio.

ENTREVISTA – SNIF ORC
1 fevereiro, 2016

ENTREVISTA – SNIF ORC

Lorem ipsum dolor

Em mais uma entrevista exclusiva, Snif conta ao Beside Colors um pouco da sua trajetória nas ferrovias brasileiras. São muitas experiências boas e outras nem tanto de um escritor que dedicou mais de 15 anos ao graffiti e sua essência. 01 – Qual foi a primeira vez que você ouviu falar em graffiti? Já tinha idéia do que ele poderia representar na sua vida? Um amigo na escola me mostrou uma revista de graffiti, a “FIZ”, em 1997/1998. Eu também ficava “lendo” pixações em 1999, nessa época eu já fazia alguns “riscos” nas ruas, mas não tinha idéia do que viveria pelo graffiti. 02 – Qual a origem do nome Snif? Tirei o nome dos gibis, “Snif” é uma figura de linguagem, uma onomatopéia. LEIA MAIS

ENTREVISTA – SIAL(PLUS)
27 janeiro, 2016

ENTREVISTA – SIAL(PLUS)

Lorem ipsum dolor

Entre latas de látex espalhadas pelo quintal, medalhas de Taekwondo penduradas na parede e inúmeros porta retratos de família, nota-se na casa de Cial um recorte de jornal que traduz seu amor pelo graffiti melhor que qualquer depoimento. A manchete em negrito diz “Cruzou três estações de Metrô, pelos trilhos, fugindo dos policiais”. Ao olhos comuns pode parecer uma notícia típica de uma fuga entre “carabineiros” e foras da lei. Não que esteja muito longe disso. Cial fugiu três estações correndo para despistar os guardas depois de pintar o sistema metroviário chileno. Livrou a pele dos amigos e apresentou-se a justiça literalmente no banco dos réus. Atos como esse traduzem a proximidade entre muitas crews chilenas e amizade acima de tudo. Pertencente a PLUS, uma das crews LEIA MAIS

Carla Arakaki Shoots #1 – Billboards (Exclusivo)
21 dezembro, 2015

Carla Arakaki Shoots #1 – Billboards (Exclusivo)

Carla Arakaki, fotógrafa e também correspondente do Beside Colors, é conhecida por registrar o movimento do graffiti e da pixação em solo brasileiro e também vertentes da arte urbana em outros países por aí. No domingo do dia 13 de Dezembro foi a vez de acompanhar os escritores Zopes, Rmorte e Lucs em um “rolê” de outdoors (expressão conhecida por aqui) à luz do dia. E pode-se dizer que o trio tem experiência na modalidade. “Já pintei uns 50 e mais uns 30 indiretamente com os Vaps, minha turma” explica Rmorte sob seu currículo. “O maior perigo é prestar atenção nos parafusos, soldas, plataformas quebradas e não se emocionar. Cada ação levo como se fosse a primeira.” complementa.

O encontro de Martha com pixadores de São Paulo (Exclusivo)
30 setembro, 2015

O encontro de Martha com pixadores de São Paulo (Exclusivo)

Lorem ipsum dolor

Quinta-feira é conhecida como “Dia do Point” por muitos pixadores em São Paulo. Naquele 5 de Abril no entanto a programação de alguns escritores foi outra. Em Osasco, distante alguns bons quilometros da esquina da rua São João com Dom João de Barros , Dino chamou alguns amigos para uma reunião em casa. Mas não se tratava apenas de mais um churrasco, folhas rabiscadas e discusões de futebol. O motivo da reunião era a visita ilustre de uma única pessoa, uma senhora de mais de 70 anos de idade.

ENTREVISTA – PRAN
20 julho, 2015

ENTREVISTA – PRAN

Em colaboração com o blog americano 12ozProphet, o Beside Colors apresenta sua primeira entrevista em versão bilingue. Pran, escritora de São Paulo, conta um pouco sobre sua visão do movimento, seus planos, suas referências e como é ser uma mulher no meio quase que exclusivamente masculino que é o graffiti.

Entrevista – Wagner (PIGMEUS)
26 janeiro, 2015

Entrevista – Wagner (PIGMEUS)

Um dos nomes fortes do “Pigmeus”, Wagner começou sua tragetória na rua desde cedo. Em entrevista ao BC, Wag expõe sua visão sobre a pixação, suas referências na rua e um pouco da história do rolê que carrega a mais de 25 anos.